Fitoterapia Ocidental



A Fito-Medicna Ocidental profissional, como é praticada na Europa e nos Estados Unidos hoje, está firmemente enraizada na tradição da medicina ortodoxa, e nas suas disciplinas (como anatomia, fisiologia, patologia e farmacologia). Um fitoterapeuta profissional entende a 'língua' do seu médico.





Contudo, além do vinculo forte com a medicina convencional, a fitoterapia também preservou alguns aspectos 'energéticos' e alquímicos das grandes tradições antigas do ocidente. É essencialmente uma terapia holística que junta os conhecimentos da medicina moderna com a sabedoria da medicina folclórica popular e indígena do ocidente e das Américas.


Em vez de concentrar-se exclusivamente no(s) sintoma(s) ou doença, a fitoterapia usa remédios naturais para tratar o individo como um todo. São usados chás ou estratos de ervas inteiras, contendo todas as propriedades medicinais e alimentares da planta, evitando assim muitos riscos e problemas associados às drogas sintéticas e estratos farmacêuticos isolados.


As ervas medicinais podem ser benéficas para quase todos os tipos de problemas de saúde. Fitoterapia pode ser aplicada sozinha ou juntamente com tratamentos ortodoxos. Em caso de problemas médicos mais sérios, ou para usar ervas medicinais em conjunto com remédios ortodoxos, sempre consulte um fitoterapeuta profissional ou um médico formado em fitoterapia.


Problemas de saúde que reagem bem à fitoterapia incluem:


Problemas digestivos como

- Síndrome do Intestino Irritável, indigestão, úlceras pépticas, prisão de ventre crónica, colite úlcerativa, e doença de Crohn.

- Problemas cardiovasculares incluindo angina, hipertensão, colesterol alto, edema, varizes e hemorróidas.

- Problemas respiratórios e alérgicos como asma, rinite, sinusite, bronquite, amigdalite, tosse, resfriados, gripe e alergias em geral.

- Problemas de pele como eczema, psoríase e acne.

- Problemas músculo-esqueléticos incluindo artrite, gota e fibromialgia.

- Problemas ginecológicos como TPM, cólicas menstruais, menstruação irregular ou profusa, infertilidade e problemas de menopausa.

- Outros problemas médicos como insônia, dor de cabeça e enxaqueca, cistite, problemas comuns da infância, ansiedade e depressão, estresse e tensão, sindrome da fadiga crônica, fadiga em geral e baixa vitalidade.



marque uma consulta