Constelação Familiar



A Fito-Medicna Ocidental profissional, como é praticada na Europa e nos Estados Unidos hoje, está firmemente enraizada na tradição da medicina ortodoxa, e nas suas disciplinas (como anatomia, fisiologia, patologia e farmacologia). Um fitoterapeuta profissional entende a 'língua' do seu médico.






Criada pelo psicoterapeuta alemão Bert Hellinger, a Constelação Familiar é um método psicoterapêutico que estuda os padrões de comportamento de grupos familiares através de suas gerações. A Constelação Familiar mostra que muitos de nossos problemas, doenças, incompreensões e sentimentos ruins podem estar ligados a outros familiares que passaram por essas mesmas adversidades, mesmo que não os tenhamos conhecido.


Esse método explica que há uma repetição de comportamentos de acordo com gerações, que acontece de uma maneira inconsciente. A repetição inconsciente de sentimentos e incompreensões pode acontecer devido ao comportamento ser comum e "familiar", uma vez que ao pertencermos a um grupo ou família nos acostumamos com as práticas corriqueiras e repetidas por pessoas que dividem um mesmo ambiente que a gente. Hellinger propôs que há uma "consciência de clã" em todos nós que é norteado por simples "ordens arcaicas" ou "ordens do amor", que referem-se a três princípios norteadores.


Seguem abaixo os "Três Princípios da Constelação Familiar":

- a necessidade de pertencer ao grupo ou clã;

- a necessidade de equilíbrio entre o dar e o receber nos relacionamentos;

- a necessidade de hierarquia dentro do grupo ou clã.


Essas "ordens" atuam tanto em nossos relacionamentos familiares como os íntimos, no caso de grupos de amigos próximos que compartilham interesses em comum, e amorosos e a conexão harmoniosa com essas ordens nos dão uma sensação de paz e nos faz sentir acolhidos e pertencentes a um grupo. E, como falamos acima, as pessoas têm uma necessidade natural de sentirem que fazem parte de algo, que não estão avulsas no mundo.



marque uma consulta